Panóptico

Bicycle city

leave a comment »

Written by panopticosp

maio 16, 2011 at 14:01

Publicado em transporte

Etiquetado com ,

Higiene na pólis

with 9 comments

O governo desistiu da estação de metrô Higienópolis na Av. Angélica, no meio do bairro nobre paulistano. Após pressão dos moradores e comerciantes do bairro, que não querem “gente diferenciada” circulando pela área, a estação deve ficar próxima ao Estádio do Pacaembu.

“Eu não uso metrô e não usaria. Isso vai acabar com a tradição do bairro. Você já viu o tipo de gente que fica ao redor das estações do metrô? Drogados, mendigos, uma gente diferenciada…”

Disse a psicóloga Guiomar Ferreira, 55, enquanto comprava na tradicional Bacco’s Vinhos da rua Sergipe (FSP, 13/08/2010)

A multidão de funcionários, empregados domésticos, porteiros, seguranças, babás e toda gente que vem de longe para cuidar da vida das famílias do bairro, ficou na mão. Simplesmente porque o governo do Estado não está interessado na cidade como um todo e prefere não desagradar meia dúzia de higienistas.

Pois solta o proibidão, o pagode, o churrasco e a cerveja que esta gente diferenciada tá chegando. Este sábado, dia 14, às 14h, em frente ao Shopping Higienópolis.

>>> Não deixe de ler o sensacional texto de Marcelo Rubens Paiva sobre o assunto: Allons enfants

Written by panopticosp

maio 11, 2011 at 16:57

Publicado em transporte

Etiquetado com , , ,

São Paulo tem ato em solidariedade a ciclistas atropelados em Porto Alegre

with one comment

Em São Paulo, ciclistas, pedestres e skatistas protestaram contra o atropelamento em massa de ciclistas promovido por Ricardo José Neis em Porto Alegre.

Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre e Buenos Aires também terão protestos contra a violência ocorrida em Porto Alegre.

Relacionados:
Como foi a manifestação de apoio aos ciclistas de Porto Alegre, Vá de Bike
Uma noite, corpos no asfalto, As bicicletas

Written by panopticosp

março 1, 2011 at 13:14

Publicado em transporte

Etiquetado com , , ,

Mortes por homicídios e em transportes no Brasil

with 4 comments


Clique na imagem para navegar no gráfico dos Homicídios vs. Óbitos em transporte (taxa em 100 mil) – 2008

Em 2008, no Brasil, ocorreram 39.211 mortes em colisões, atropelamentos e outras situações de transporte; no mesmo ano, 50.113 pessoas foram assassinadas das formas mais conhecidas: na bala.

Pistola automática, três oitão e fuzil são regulados por lei, seu uso é restrito e um “acidente” com uma arma de fogo segue os tramites de abertura de inquérito e toda sequência de atos jurídicos.

O uso do carro, da moto e de carros que parecem caminhões também é regulamentado. Seu uso, porém, é fortemente incentivado pelo governo, através de apoios fiscais e investimentos em estrutura para autos, e pelas empresas, através do longo convencimento cultural. Os crimes de trânsito não motivam investigações e tem uma vida nas pastas do judiciário apenas formal – por conta de seguros e similare$.

Jovens

Mais de 18 mil jovens de 15 a 24 anos, que deveriam estar estudando, produzindo e desenvolvendo o país, morreram assassinados em 2008. Quase 9 mil morreram no trânsito e não tiveram futuro no país do futuro.

A taxa de homicídios entre jovens, em 2008, cresceu 1,9% em relação a 1998. Já taxa mortes nos transportes, no mesmo período, cresceu 32,4%. Ou seja, em uma década o país nada fez para conter ou reduzir a chacina provocada por automotores nas ruas do interior e das capitais.


Clique na imagem para visualizar o gráfico das Mortes em transporte no Brasil, 1998 vs 2008

O delegado Gilberto Almeida Montenegro, que culpou dezenas de ciclistas pelo próprio atropelamento, em Porto Alegre, é um exemplo da visão hegemônica no país hoje: a de que avançar com um carro sobre uma pessoa e matá-la não é “morte matada”, é “morte morrida”.

Quando o diretor da Divisão de Crimes de Trânsito de uma de nossas capitais mais ricas declara aos jornais sua preferência pela impunidade, mesmo diante de imagens e testemunhos cabais, a evolução das mortes mostradas pelo gráfico acima torna-se ânsia de vômito.

Written by panopticosp

fevereiro 28, 2011 at 17:19

Publicado em transporte

Etiquetado com , , , ,

Carros coloridos na cidade cinza

with one comment

Centro de São Paulo, no ponto de ônibus da Praça Ramos começa a chover gotas coloridas. Uma garota olha com curiosidade para o céu. Logo, vem o impacto, uma gota se converte num carro, também colorido. A jovem abandona a espera do coletivo e adere às cores rumo ao moderno.

Um exemplar azul metálico cai sobre a Praça Dom José Gaspar. A chuva colorida aperta, carros brilhantes se espalham e colorem a cidade preta e branca.

De uma travessa do Vale do Anhangabaú uma série de carros desfila levando alegria à enfadonha capital.

O homem-placa está curioso, o violinista abre um belo sorriso ao ver a caravana, até o vendedor de churrasco grego é irradiado pela alegria da Fiat.

Crianças apressadas começam a recolher do chão estas sementes de carros. Logo as panelas estão cheias de cores.

Um rapaz, sentado na frente de uma casa térrea vê uma gota deste orvalho motorizado escorrer diante de si e, sim, sua vida e a vilinha sem graça, prometem se transformar. É quando a música – a onda da vez são as cópias da trilha de “Onde vivem os monstros”, de Karen O – dá o gancho para o narrador.

Ele esclarece ao desatento: “por um mundo mais colorido, com mais inovação e tecnologia: Fiat.”

PS. Todos os locais apresentados no comercial tiveram recentemente seu espaço para pedestre diminuído. Comidas de rua, como o churrasco grego, são hoje proibidas em São Paulo. Artistas de ruas também são proibidos em determinadas vias. Ao que sei, por enquanto, os homens que carregam placas continuam na ativa, mesmo com a lei cidade limpa. Em regra, casas térreas deram lugar a prédios com “segurança e vaga”, as que sobraram exibem fortes grades.

Written by panopticosp

fevereiro 14, 2011 at 16:15

Publicado em publicidade

Etiquetado com , ,

Após excesso de público, audiência da Nova Luz será longe do centro

with one comment

No último dia 14, a Rua Santa ifigênia, maior centro de comércio de eletrônicos do país, baixou as portas às 15h. O comércio do entorno, incluindo o de motos, também fechou em protesto. Os comerciantes, funcionários e moradores da área estão aflitos e indignados com os rumos do projeto de revitalização do bairro.

Mesmo com a pesada chuva que caiu no centro, mais de mil pessoas manifestaram sua discordância com o projeto Nova Luz e a concessão urbanística que pretende demolir cerca de 30% do bairro da Santa Ifigênia, na República.

Como lembraram os manifestantes, das medidas anunciadas com alarde, poucas saíram do papel; destas, nenhuma se reverteu em melhorias reais para a região.

Dos planos de acolhimento e tratamento de viciados em crack, o que se vê é um jogo de gato e rato com a polícia; das grandes estruturas culturais e museus, se conclui que turistas e visitantes de final de semana não circulam pelo bairro e não ocupam as ruas, como a prefeitura esperava; das demolições de quarteirões inteiros e dos despejos em lote para a construção de novas estruturas, emergiu um grande vazio.

Os manifestantes daquele dia, tinham um objetivo, fazer-se ouvir na audiência pública que aconteceria às 19h. Diante da multidão, que caminhou até o local sob chuva, o Secretário de Desenvolvimento Urbano, Miguel Bucalen, cancelou o evento por excesso de público e falta de segurança.

Hoje o comunicado de uma nova audiência foi publicado no Diário Oficial. Ela acontecerá a cinco quilômetros da Santa Ifigênia.

Dificultar o acesso do público a audiências públicas, característico da democracia paulistana.

COMUNICADO AUDIÊNCIA PÚBLICA CONTRATO no 02/2010/SMDU – NOVA LUZ

A Prefeitura de São Paulo, por intermédio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano, em conjunto com o Consórcio Nova Luz, contratado para o desenvolvimento do projeto urbanístico específico para realização de concessão urbanística na área delimitada pelo perímetro da Nova Luz, definido pelas Avenidas Casper Líbero, Ipiranga, São João, Duque de Caxias e Rua Mauá, no Distrito da República, no Município de São Paulo, vem comunicar que no dia 28 de janeiro de 2011, às 18:00 horas, no Grande Auditório Celso Furtado do Palácio das Convenções do Anhembi, situado na Avenida Olavo Fontoura, 1209, entrada pela Portaria A, realizará audiência pública para apresentar, esclarecer e recolher sugestões sobre o Projeto Preliminar para a Concessão Urbanística da Nova Luz.

O credenciamento será realizado das 15h00 às 18h00 horas. Todos os documentos relativos ao tema da audiência pública, consistentes nos estudos contratados, estão disponíveis, desde a divulgação da audiência até seu encerramento, no Posto de Informações situado na Rua Gal. Couto de Magalhães, 381, dentro do perímetro do Projeto e no sítio eletrônico http:// http://www.novaluzsp.com.br. Os procedimentos para a reali- zação da Audiência Pública constam da Portaria no 014/ SMDU/2011, de 18/01/2011, publicada no Diário Oficial da Cidade no dia 20 de janeiro de 2011.

Diário oficial da cidade de São Paulo, 20/01/2011

Written by panopticosp

janeiro 20, 2011 at 10:15

Publicado em política

Etiquetado com ,

Para voltar a ser criança

leave a comment »

Acredite nos seu sonhos. Natal Eurobike. Emoções para voltar a ser criança.

Eurobike, obviamente uma loja de bikes, certo? Ademais, a chamada “volte a ser criança” está aí para não deixar dúvida.

Bom, o anúncio da loja de carros, de fato, não deixa dúvida dos valores hoje vigentes.

Written by panopticosp

janeiro 5, 2011 at 10:14

Publicado em publicidade

Etiquetado com , ,

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.