Panóptico

Archive for the ‘transporte’ Category

Ghost bike Antônio Bertolucci

leave a comment »

Antônio Bertolucci tinha 68 anos e pedalava diariamente. Há dois meses, ele morreu atropelado por um ônibus de turismo no acesso à Av. Sumaré, na zona oeste da cidade de São Paulo.

No asfalto da avenida, manifestantes marcaram sua indignação com o desrespeito à vida; no alto do semáforo, penduraram uma bicicleta branca em memória do ciclista.

Written by panopticosp

agosto 17, 2011 at 10:30

Publicado em transporte

Tagged with ,

Tempestade

with 5 comments

Foto: Aaron Favila. Associated Press. Todos os direitos reservados


Durante tempestade em Manila, garoto filipino se protege do frio na traseira de um carro.

Written by panopticosp

julho 5, 2011 at 11:33

Publicado em transporte

Tagged with ,

A evolução das mortes de ciclistas nos Estados brasileiros

with one comment

Os números abaixo são absolutos, ou seja, representam o número total de ciclistas mortos no trânsito. Não estão consideradas relações segundo população total do Estado, número de ciclistas, número de veículos motorizados, tampouco malha rodoviária ou cicloviária.

A evolução das mortes de ciclistas no trânsito é clara: a cada ano, morrem mais ciclistas no trânsito brasileiro. Em 1998, o DataSus, do Ministério da Saúde, registrou 10 óbitos de ciclistas no Estado de São Paulo; em 2008, foram 311. Um crescimento de mais de 3000%.

Clique no gráfico para navegar pelos Estados

Written by panopticosp

junho 13, 2011 at 17:31

Publicado em transporte

Tagged with , ,

Bicycle city

leave a comment »

Written by panopticosp

maio 16, 2011 at 14:01

Publicado em transporte

Tagged with ,

Higiene na pólis

with 10 comments

O governo desistiu da estação de metrô Higienópolis na Av. Angélica, no meio do bairro nobre paulistano. Após pressão dos moradores e comerciantes do bairro, que não querem “gente diferenciada” circulando pela área, a estação deve ficar próxima ao Estádio do Pacaembu.

“Eu não uso metrô e não usaria. Isso vai acabar com a tradição do bairro. Você já viu o tipo de gente que fica ao redor das estações do metrô? Drogados, mendigos, uma gente diferenciada…”

Disse a psicóloga Guiomar Ferreira, 55, enquanto comprava na tradicional Bacco’s Vinhos da rua Sergipe (FSP, 13/08/2010)

A multidão de funcionários, empregados domésticos, porteiros, seguranças, babás e toda gente que vem de longe para cuidar da vida das famílias do bairro, ficou na mão. Simplesmente porque o governo do Estado não está interessado na cidade como um todo e prefere não desagradar meia dúzia de higienistas.

Pois solta o proibidão, o pagode, o churrasco e a cerveja que esta gente diferenciada tá chegando. Este sábado, dia 14, às 14h, em frente ao Shopping Higienópolis.

>>> Não deixe de ler o sensacional texto de Marcelo Rubens Paiva sobre o assunto: Allons enfants

Written by panopticosp

maio 11, 2011 at 16:57

São Paulo tem ato em solidariedade a ciclistas atropelados em Porto Alegre

with one comment

Em São Paulo, ciclistas, pedestres e skatistas protestaram contra o atropelamento em massa de ciclistas promovido por Ricardo José Neis em Porto Alegre.

Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre e Buenos Aires também terão protestos contra a violência ocorrida em Porto Alegre.

Relacionados:
Como foi a manifestação de apoio aos ciclistas de Porto Alegre, Vá de Bike
Uma noite, corpos no asfalto, As bicicletas

Written by panopticosp

março 1, 2011 at 13:14

Publicado em transporte

Tagged with , , ,

Mortes por homicídios e em transportes no Brasil

with 4 comments


Clique na imagem para navegar no gráfico dos Homicídios vs. Óbitos em transporte (taxa em 100 mil) – 2008

Em 2008, no Brasil, ocorreram 39.211 mortes em colisões, atropelamentos e outras situações de transporte; no mesmo ano, 50.113 pessoas foram assassinadas das formas mais conhecidas: na bala.

Pistola automática, três oitão e fuzil são regulados por lei, seu uso é restrito e um “acidente” com uma arma de fogo segue os tramites de abertura de inquérito e toda sequência de atos jurídicos.

O uso do carro, da moto e de carros que parecem caminhões também é regulamentado. Seu uso, porém, é fortemente incentivado pelo governo, através de apoios fiscais e investimentos em estrutura para autos, e pelas empresas, através do longo convencimento cultural. Os crimes de trânsito não motivam investigações e tem uma vida nas pastas do judiciário apenas formal – por conta de seguros e similare$.

Jovens

Mais de 18 mil jovens de 15 a 24 anos, que deveriam estar estudando, produzindo e desenvolvendo o país, morreram assassinados em 2008. Quase 9 mil morreram no trânsito e não tiveram futuro no país do futuro.

A taxa de homicídios entre jovens, em 2008, cresceu 1,9% em relação a 1998. Já taxa mortes nos transportes, no mesmo período, cresceu 32,4%. Ou seja, em uma década o país nada fez para conter ou reduzir a chacina provocada por automotores nas ruas do interior e das capitais.


Clique na imagem para visualizar o gráfico das Mortes em transporte no Brasil, 1998 vs 2008

O delegado Gilberto Almeida Montenegro, que culpou dezenas de ciclistas pelo próprio atropelamento, em Porto Alegre, é um exemplo da visão hegemônica no país hoje: a de que avançar com um carro sobre uma pessoa e matá-la não é “morte matada”, é “morte morrida”.

Quando o diretor da Divisão de Crimes de Trânsito de uma de nossas capitais mais ricas declara aos jornais sua preferência pela impunidade, mesmo diante de imagens e testemunhos cabais, a evolução das mortes mostradas pelo gráfico acima torna-se ânsia de vômito.

Written by panopticosp

fevereiro 28, 2011 at 17:19

Publicado em transporte

Tagged with , , , ,