Panóptico

A serviço das bundas brancas

with 14 comments


Novas calçadas da Av. Paulista. Sobrou propaganda sobre sua acessibilidade, mas a rua continua o caminho com menos obstáculos.

Diante de um discurso de carência, espera-se que as prioridades dos governos sejam claras, que o mais importante e urgente seja atendido. Porém, o que se constata é que as ações são definidas conforme o vento.

No sábado, a Secretaria de segurança deslocou um efetivo policial enorme para correr atrás de gente de cueca, sunga, biquíni e pelada que andava de bicicleta.

O protesto era legítimo e duraria duas horas. Policiais de bicicleta poderiam ter feito um escolta discreta e respeitosa, a festa dos ciclistas seria feita e todo mundo voltaria para casa feliz.

Em vez disso uma centena de policiais em motos, viaturas e camburões, inclusive de grupos especiais, deixaram seus postos de trabalho para ficar olhando se a sunga dos garotos estava no lugar.

Foram combater bundas. Aquelas mesmas bundas da televisão e revistas só que sem bronzeamento artificial e erotização. A bunda que não rebola até o chão é uma bunda selvagem e deve ser combatida.

Que respeito o comando da polícia do Estado dominado por uma facção criminosa espera da população quando se assiste ciclistas sendo o centro da atenção de um pequeno batalhão?


Policiais da Força Tática sacam pistolas automáticas. Toda a “força” e “tática” policial empregada contra a ameaça de uma sunga e um chinelo.

Quem passava pela Rua Avanhandava de carro pensou que um cativeiro tinha sido estourado ou que alguém tinha sido baleado e abriu caminho para as viaturas que berravam suas sirenes e derrapavam pelo asfalto. Mas tratava-se de um ciclista de bermuda cor da pele que se irritou com os PMs após ser derrubado da bicicleta.


O curso de direção da PM de SP, que inclui módulo de atropelamento de bicicletas de senhoras, é um dos mais eficientes do país

A reação da galera nas ruas? Numa cidade tão rotineira, quem não acharia divertido uma multidão pelada de bicicleta?

Enquanto o espetáculo da polícia acontecia, a SPTrans, responsável, por exemplo, pela espera de duas horas nos pontos de parada de ônibus da Av. M’Boi Mirim, e a CET, responsável, entre outros, pela culpabilização dos pedestres pelos atropelamentos da cidade, dedicavam-se a uma corrida de carros que ninguém conhece.


Se for para a Indy, você não vai “perder tempo nenhum”. Se for trabalhar, senta e espera. Quer dizer, espera em pé, porque não vai ter lugar para sentar.


A equipe que mais entende de fazer sinal para os carros andarem quando o sinal está verde e apitar para eles pararem quando o sinal está vermelho

Ironicamente, na corrida da Indy deu tudo errado. A eficiência administrativa da cidade mostrou-se, mais uma vez, presente. O prefeito, que culpou a população pelas recentes enchentes na cidade, tem agora suas opções usuais: culpar os pilotos pelo fiasco ou fingir que foi tudo ótimo e investir na publicidade positiva.

Relacionado:
Fotos e tudo o que saiu sobre a Pedalada Pelada 2010 em SP

Written by panopticosp

março 15, 2010 às 12:37

Publicado em transporte

Tagged with , ,

14 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. faz ai uma montagem do pessoal da CET organizando a indy ou a F1…. To imaginando a fila de carros de corrida, sem ultrapassagens, todo mundo em fila indiana… alias, quem viu F1 ontem poderia desconfiar de que tem um dedo deles lá…

    Fabiano

    março 15, 2010 at 14:34

  2. Ótimo texto.
    É rir pra não chorar mesmo.

    Daniela

    março 15, 2010 at 14:42

  3. Sábado liguei pro 190 pois tinha havido um assalto de bolsa e celular no ponto de ônibus da Sabará com a Av Higienópolis, nenhum policial foi até o local socorrer as pessoas assaltadas.
    Agora eu entendi o motivo.

    Renata Rainho

    março 15, 2010 at 14:46

  4. E o nosso querido prefeito Já começou, ontem no final da noite ele estava entre amigos no programa “Canal Livre ” da Band respondendo amenidades para “jornalistas” bem embazados. lamentavél!

    Susssa

    março 15, 2010 at 14:51

  5. Eu participei da peladada mas não tive coragem de tirar a bermuda. Minha bunda é muito feia. O que achei mais engraçado foi o “perdido” que demos na polícia militar na praça do ciclista quando todo mundo pegou a angélica ao invés da Paulista. Foi engraçadíssimo ver aquele monte de PMs e suas potentes motocicletas sem saber o que fazer. Foram nos alcançar no meio do Minhocão, que por sinal estava congestionado pra cacete. Foi sensacional pedalar por lá, pela 7 de abril, pela praça da República e até em frente à prefeitura no Viaduto do Chá. Na avenida São Luiz me mandei de volta ao Copan e não vi a cagada que rolou na Avanhandava. Os Pms estavam putos nas calças por causa do drible que levaram e acho que por isso exorbitaram e quase atropelaram a vovò Renato Falzoni. Essa truculência da polícia não estragou a nossa festa.

    geraldo anhaia mello

    março 15, 2010 at 16:50

    • Oi, Geraldo.

      O perdido foi demais mesmo. Eu fiquei num grupo que despistou parte do PMs. No meio do caminho paramos num bar e eles, sem saber o que fazer, foram embora.

      Nessa perdi boa parte do rolê, incluindo o minhocão.

      O cara preso, se irritou e foi p/ cima. Acabou que deu motivo p/ o que a PM queria. Mas com certeza a polícia não estragou a festa.

      Na próxima lembe-se: bunda bonita é na Globo; bunda normal, feia, é na rua.

      Abraço!

      panoptico

      março 15, 2010 at 19:41

  6. Legal é que na imagem da Indy o cidadão da CET esta com a vizeira aberta sem óculos, proibido por lei e a habilitação do mesmo deve ser retida.

    Rafael Sachetto

    março 15, 2010 at 16:55

  7. Retificando viseira com S, valeu!

    Rafael Sachetto

    março 15, 2010 at 16:59

  8. …Gostaria que me enviasse um e-mail, quero uma de suas fotos. Foi meu pneu que furou após encontrarmos a força tática….Acho que você lembra.

    ais_sutil@hotmail.com

    Danilo Sales

    março 15, 2010 at 17:18

  9. Foda foi ver a policia esperar o momento certo para fazer seu show! A rua que rolou o estresse era o local perfeito, pouco movimento e sem testemunhas. Não consigo me conformar com isso… levar borrachada por uma simples pedalada é de mais.

    Douglas

    março 16, 2010 at 9:57

  10. Foi a cena mais ridicula que já presenciei!!!!
    A PM deslocar mais de 100 policiais,isso mesmo,100 “coxinhas”,para uma manifestação pacífica,como a pedalada pellada…
    Eu fui vítima de uma moto,que quase me derrubou,me xingando de FDP,e perguntando o que eu estava olhando…
    O engraçado,é que todos estavam sem indentificação,porque será???
    O Militarismo ainda vive???
    Mal preparados ,não precisa nem comentar…
    Tomaram olé e ficaram putinhos…
    Ano que vem to lá de novo,com certeza!!!
    Douglas,você tem razão,o local foi perfeito,longe de tudo e todos,emboscada com certeza!!!
    MENOS MOTOR MAIS AMOR!!!

    Abraços e bjos

    santanna

    santanna

    março 17, 2010 at 19:50

  11. Pode crer Santanna, os “coxinhas” ficaram putinhos. Tenho fotos do “pau-mandado” que derrubou o Bigode, se quiser mail-me.

    Ano que vem estou lá novamente.

    Abs,

    Douglas

    março 17, 2010 at 21:05

  12. “A bunda que não rebola até o chão é uma bunda selvagem e deve ser combatida.”

    hahahahahah genial !

    vc é zica !

    Choque Photos

    março 20, 2010 at 16:24

  13. Ótimo texto. Quem dera uma parcela maior da nossa sociedade tivesse uma visão tão clara das inversões de prioridades que vemos diariamente.

    Luiz

    março 23, 2010 at 0:54


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: