Panóptico

“Se ele der 20 cm, eu já fico feliz!”

with 9 comments

“Se ele der 20 cm eu já fico feliz!”

São palavras da ciclista Márcia, morta ontem na av. paulista, referindo-se a distância que os motoristas poderiam – ao menos – tomar o cuidado de manter dos ciclistas.

Um motorista não dispensou os 20 cm que Márcia precisava para se equilibrar em movimento e ela não voltou para a casa.

Márcia era uma ativista pelo direito de pedalar em seguranças pelas ruas. Sua morte foi conhecida pelos blogs e sites companheiros. Causou revolta e tristeza e não passou em branco – os protestos estão em curso.

Já nos jornais e sites corporativos sua morte virou notícia porque o “acidente” aconteceu na avenida mais conhecida do país e atrapalhou o trânsito.

Todos os dias pedestres, ciclistas e outros cidadãos que se deslocam em paz são mortos. São anônimos. Nós não tomamos conhecimento e a grande mídia só noticia estas mortes quando interessa – em geral, quando o trânsito é interrompido e “causa transtornos”.

Esta morte não passará em branco.

Márcia resistia, cada vez que montava numa bicicleta.
Cada homem e mulher que vai ao trabalho de bicicleta e arrisca sua vida, resiste.
Cada criança que joga bola no canto da calçada, resiste.
Cada deficiente visual que vai a padaria caminhando, resiste.
Cada cadeirante que se desloca até o bar, resiste.
Cada idoso que exige que os carros parem para que ele atravesse, resiste.
Cada cidadão que se indignou com mais esta morte estúpida, resiste.
Eles são milhares e não desistem.
A cada companheira que cai, centenas se levantam.
A cada assassinato, milhares de corações se incendeiam e braços agem.

Hoje, quinta-feira, 15, a partir das 18h, acontecerá uma homenagem à Márcia na Praça do Ciclista (Avenida Paulista com a Rua da Consolação).

Sexta-feira, 16, os/as ciclistas partirão da mesma Praça do Ciclista, com concentração às 18h e saída às 20h.

Coletânea de artigos e fotos em:
Ciclista morre atropelada na Av. Paulista, editorial, CMI
Márcia Regina Prado, Bicicletada

Written by panopticosp

janeiro 15, 2009 às 18:31

Publicado em transporte

Tagged with , , ,

9 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. […] * Luto pela morte de ciclista – 1 – cmi Luto pela morte de ciclista – 2 – cmi O motor venceu – e você com isso? Sempre Márcia – pedalante Sua pressa vale uma vida? – cmi Vivemos a guarra, aqui na cidade – luciana cm costa Fique em paz, Márcia – cmi Márcia será sempre a nossa primeira dama – fixa sampa Guerreira do asfalto – vendedor de bananas Vida de ciclista – e você com isso? Cicloativistas paraenses realizam Bicicletada Márcia Prado, contra a violência no trânsito – raoni Márcia Regina de Andrade Prado – ciclobr Chega de sociedade do automóvel – ecologia urbana Não esqueceremos Uma bicicleta parou na avenida Paulista – blog transporte ativo Morrer na contramão – quintal Ciclistas de luto – renata falzoni Dia maldito na cidade maldita – Different Thinker a gente sente muito – eu vou voando Um mundo sem carros – olhos recém nascidos Adeus, amiga – aninha Após morte de ciclista, movimento faz homenagem na Avenida Paulista boney Humanizar pra que? – rated b for bizarre Ciclista morre atropelada na Av. Paulista – CMI Brasil nota editorial – movimento nossa são paulo Se ele der 20cm, eu já fico feliz – panóptico […]

  2. Paz a todos!
    Salve Marcia!

    Até a vitória, sempre!

    Tarso

    janeiro 16, 2009 at 8:51

  3. […] Ciclista morre atropelada na Av. Paulista – CMI Brasil nota editorial – movimento nossa são paulo Se ele der 20cm, eu já fico feliz – panóptico Sem palavras – xpk Paulista manchada de vermelho – milton jung pedale em paz – Lilx luto – […]

  4. […] Ciclista morre atropelada na Av. Paulista – CMI Brasil nota editorial – movimento nossa são paulo Se ele der 20cm, eu já fico feliz – panóptico Sem palavras – xpk Paulista manchada de vermelho – milton jung pedale em paz – Lilx luto – […]

  5. […] Relacionado: Se ele der 20 cm, eu já fico feliz […]

  6. tranquilidade para a familia dela…
    e sou mais um q resiste

    abraço a todos vcs e parabens pelo blog

    SAO

    janeiro 21, 2009 at 11:25

  7. Inconformado com mais esta perda, precisamos fazer algo. Atitudes necessárias. – Onde não há ciclovia somos todos pedestres. Jamais correr riscos.
    Uma atitude imediata. Poderiamos pintar a cidade pelos caminhos que passamos, pelo menos um dia (gotejador de cal na bike). Falei para o prefeito neste último final de semana sobre minha idéia. Vou propagar a proposta.
    Ciclovias já mesmo que precárias.
    Espaços devem ser conquistados, nem que seja na porrada.

    FAÇAMOS ALGO.

    http://www.flickr.com/photos/1biker/

    Arthur

    janeiro 26, 2009 at 20:53

  8. O risco de andar de bicicleta em avenidas como a Paulista é o mesmo de andar no centro da cidade à noite ou de madrugada. Todos temos direito a isso. Fato. Mas temos de arcar com as consequências de um ato extremamente perigoso.

    Juliana Souza

    janeiro 30, 2009 at 18:09

  9. […] morre atropelada na Av. Paulista – CMI Brasilnota editorial – movimento nossa são pauloSe ele der 20cm, eu já fico feliz – panópticoSem palavras – xpkPaulista manchada de vermelho – milton jungpedale em paz – […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: