Panóptico

Tarifa única de ônibus em SP, só pagando adiantado

with 9 comments

bilhete_unico_02.jpg

Segunda-feira foi o primeiro dia útil de validade do Bilhete Único quase sem unidade.

Desde sábado para ter direito a entrar em quatro ônibus e pagar uma tarifa única, o paulistano tem que pagar adiantado pelo menos R$9,20 aos cofres públicos e empresas concessionárias.

O Bilhete Único, que dava direito a quatro viagens de ônibus com uma tarifa, foi implantado na gestão de Marta Suplicy e foi o grande apelo de sua campanha eleitoral em 2004. José Serra que disputava com ela o posto de prefeito teve como principal apelo sua passagem pelo ministério da saúde.

Nos poucos debates e nas muitas propagandas eleitorais obrigatórias, a integração dos transportes foi um dos principais temas. Embora ambos os candidatos tenham prometido a integração com o metrô e os ônibus intermunicipais, nunca deixaram claro se isso aconteceria com tarifa única. Em entrevistas os candidatos diziam que iriam fazer e fazer bonito, mas não prometiam com todas as letras.

Enfim, a integração com tarifa única, claro, não aconteceu. E quem deseja tomar um ônibus e um metrô paga mais caro do que quem toma dois ônibus. Os especialistas disseram que não poderiam superlotar o metrô. Essa integração que não é integração serviu para passar um pano e limpar a barra da prefeitura quando alguém lhe acusa de não ter feito o que disse que iria fazer.

bilhete-unico-03.jpg

Desde a apuração dos votos de 2004, pouco a pouco, sempre com justificativas com pouco fundamento, o transporte público ficou para depois. Os corredores exclusivos para ônibus foram abertos para os carros em determinados horários e são livres para táxis. Estudantes (meia passagem) e idosos (passagem gratuita) foram submetidos a uma série de novas regras. Outras pequenas medidas difíceis de entender, como limite de tempo para os idosos girarem a catraca, aconteceram.

Mas o principal ataque foi a obrigatoriedade do cadastramento do Bilhete Único para o usuário que quisesse fazer uso do direito de entrar em até quatro conduções num prazo de duas horas, mas não tivesse o bilhete previamente abastecido de reais.

Na brincadeira do cadastramento dos Bilhetes, o “combate às fraudes no sistema” foi a justificativa. Na vida real a brincadeira não teve graça e o cidadão que não tem os dez mangos para pagar adiantado ao sistema e/ou não tem tempo nem paciência para ficar na fila da Casa lotérica para fazer o adiantamento, pagava em dinheiro na catraca e ficava sem integração alguma.

bilhete-unico-01.jpg

Mês passado veio o aumento da integração ônibus + metrô ou trem. Custa R$3,65. Passou quase batido pela mídia, afinal o que é menos R$ 0,15 por viagem no bolso da população? Nem deram bola.

Agora mais um duro golpe. Mesmo quem tiver o bilhete cadastrado não vai poder fazer a integração com tarifa única. Só o fará quem tiver o Bilhete carregado. Ou seja, ou o cidadão vai até um posto carregar o seu Bilhete a cada um ou dois dias para não ficar sem nenhum tostão no bolso, ou deixa R$ 23 (ir e voltar do trabalho por cinco dias) adiantado para a prefeitura.

Na verdade existe uma única possibilidade de integração sem estar com o Bilhete carregado: com cargas de pelo menos R$ 9,20 o usuário tem duas chances de validação na catraca. Coisa para complicar mais a vida do usuário de um sistema que deveria facilitá-la. A única possibilidade dada pela prefeitura é difícil de entender e de colocar em prática. Deixar esse brechinha é só para limpar sua barra, mais uma vez.

A medida atinge o peito do transporte público. Revela o desprezo dos governantes às necessidades do trabalhador assalariado, da maioria dos estudantes e de toda a população que anda com dinheiro contado no bolso.

Num mês em que o caos do transporte privado foi destaque na mídia, revela que não existe vontade alguma de incentivar o motorista a deixar o carro em casa, por exemplo, quando precisar ir a um compromisso perto de sua casa. A prefeitura, mais uma vez, retira uma vantagem real (financeira) de quem estava pensando em adotar o transporte público, pois o cidadão precisa cumprir uma série de regras se quiser tomar dois ônibus e pagar uma só tarifa.

Como sabemos, esse tipo de medida, geralmente, vem acompanhada de um docinho. Após uma divulgação ridícula e o silêncio da mídia, as novas regras já estão em vigor. A Sptrans e a prefeitura vêm investindo mais em informar o “Bilhete Amigão”, que permite viagens com tarifa única num período de oito horas (durante a semana são duas horas) aos domingos e feriados.

Relacionados:
Notícias de um trânsito invisível
Notícia da SPTrans no site próprio. Dia 27/03, dois dias antes do início da nova regra.

Imagens: Sptrans

Written by panopticosp

abril 2, 2008 às 11:21

Publicado em transporte

Tagged with , ,

9 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. E agora tem pegadinha né??? Televisão, alguns tem até som… Legal, enquanto assisto esqueço que estou pendurado, enlatado e vou demorar umas 2 horas pra chegar em casa…

    Juvenal Antena

    abril 7, 2008 at 13:07

  2. Eu só recebi este link agora, por intermédio do Marco Gomes (http://marcogomes.com).

    Na época, eu e Darlene (http://agendacult.wordpress.com/) fomos atrás e também ouvimos esta mesmo explicação:

    “Podem integrar 3x na catraca a cada recarga de R$9,20 que fizerem”.

    Mas, isso simplesmente não funciona. Seja pelos cobradores que não sabem do que se trata, seja pela própria maquineta que não libera a integração.

    Alguma idéia do que podemos fazer quanto a isso?

    Felds

    junho 4, 2008 at 19:23

  3. Felds, imaginei que a medida acabaria sendo abandonada passado o período de choque da notícia da obrigatoriedade. É um ponto que vc lembrou que precisamos ver como anda!

    Mas vc disse que tentou fazer isso naquela época. Considerando que o sistema estivesse funcionando corretamente, imagino que possa uma restrição do cadastro: o bilhete tem que ser um bilhete cadastrado. Isso porque o sistema já recusava quem queira pagar em dinheiro e integrar passagens e não era cadastrado.

    Era esse o seu caso e da Darlene?

    Como disse é uma regra para confundir!

    Abraço

    panoptico

    junho 4, 2008 at 23:32

  4. Meio atrasado isso, saí de são paulo faz dois anos e a integração só funcionava mesmo para quem tinha bilhete carregado.

    Alguém aqui ficou em um terminal vendo a venda de “integrações” de gente que passava pela catraca e entregava o bilhete para outra pessoa subir?

    Mas não se preocupem, já já a Marta ganha a eleição novamente e ‘investe’ um pouco nisso. Voltaremos a ter pontos de ônibus vermelinhos, para combinar com a cidade, e estrelinhas disfarçadas de gente para ilustrar os ônibus.

    Flaviz

    junho 5, 2008 at 9:41

  5. Flaviz, acho que vc se enganou. Há dois anos a integração funcionava para quem não tivesse o bilhete descarregado.

    Sobre os partidos é verdade, o marketing e a estética de promoção partidária permeia as ações políticas atuais.

    O que artigo tentou mostrar é que um sistema de integração, que foi um grande avanço na valorizava o transporte público e economia doméstica dos mais pobres, vem sendo desmontado.

    Caso a Marta tivesse continuado na prefeitura o mesmo poderia ter acontecido. É até bastante provável. A menção aos nomes dos candidatos pretendia basicamente contextualizar a história para quem não é de São Paulo, principalmente.

    abraço.

    panoptico

    junho 5, 2008 at 10:46

  6. Felds,

    esclarecendo. A SPTRANS afirma que mesmo com o Bilhete sem crédito é possível validar por mais duas vezes na catraca (pagando em dinheiro). Para isso o Bilhete deve estar cadastrado e a última carga ter sido pelo menos quatro tarifas vigentes.

    Segue o que diz a Sptrans em http://www.sptrans.com.br/sptrans08/bu/orientacoes/comum.asp

    1) Não tenho saldo suficiente no meu bilhete. Posso ser beneficiado com a integração durante 2 horas?

    O usuário que não tem crédito no cartão e não efetuou o cadastramento do Cartão Bilhete único Comum nos Postos ou pela Internet NÃO PODE usufruir do benefício da integração de 2 horas.

    Após o cadastramento o usuário deverá fazer uma carga mínima (quatro tarifas nos Postos da SPTrans/Rede Complementar ou cinco tarifas nas Casas Lotéricas) de Crédito Comum para habilitar o cartão.

    Desde o dia 29 de março de 2008, a validação do cartão Bilhete único sem crédito somente será permitida por até duas vezes após o término do valor carregado no cartão, dando direito a quatro integrações no período de duas horas mediante o pagamento de uma passagem ao cobrador. Para isso o cartão deverá ter sido cadastrado/ habilitado e a última carga ser de pelo menos quatro tarifas vigentes.

    A partir de 29/03/08, a validação do Bilhete único sem crédito somente será permitida por até duas vezes após o término do valor carregado no cartão, dando direito a quatro integrações no período de duas horas mediante o pagamento de uma passagem ao cobrador. Para isso o cartão deverá ter sido cadastrado/ habilitado e a última carga ser de pelo menos quatro tarifas.

    O usuário que utiliza mais do que quatro embarques deverá AINDA fazer o cadastramento em um dos postos autorizados pela SPTrans o qual consiste no preenchimento de um formulário e a entrega de cópia do RG, CPF (se tiver), comprovante de residência e uma fotografia recente padrão 3×4.

    panoptico

    junho 5, 2008 at 10:56

  7. […] Relacionados: Notícia da Sptrans Vigiar Notícias de um trânsito invisível Tarifa única de ônibus em SP, só pagando adiantado […]

  8. […] Só ferindo privacidade, artigo, Panóptico Mais uma do Bilhete Único espião, artigo, Panóptico Tarifa única de ônibus em SP, só pagando adiantado, artigo, […]

  9. […] Só ferindo privacidade, artigo, Panóptico Mais uma do Bilhete Único espião, artigo, Panóptico Tarifa única de ônibus em SP, só pagando adiantado, artigo, Panóptico Notícias de um trânsito invisível, artigo, […]


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: