Panóptico

União nacional dos estudantes motoristas

with 2 comments

chevrolet-isic.jpg

“Para quem tem Isic, desconto na Chevrolet é item de série”

Afora para parte da classe média que quando o filho passa no vestibular, presenteia-o com um carro, estudar não tem nada a ver com dirigir.

Poderíamos pensar que, para o jovem que completa 18 anos e fez tudo segundo as regras (pagou propina ao instrutor ou despachante, ou não esbarrou na guia na hora da baliza), o carro é um instrumento que o permite colocar em prática um desejo, seja de liberdade, seja de independência ou qualquer outro.

Neste sentido, o carro seria um presente em reconhecimento ao esforço do jovem em ultrapassar a barreira do cruel sistema brasileiro de eliminação de candidatos. Parece-nos, porém, que, para o estudante e sua família, o carro é muito mais do que um presente.

Na classe média alta paulistana, uma espécie de ritual de passagem para a vida adulta inclui o carro. Em todas as sociedades, grandes mudanças pedem um objeto cheio de significado. Nada mais “natural” que a passagem do ensino médio a um concorrido curso superior seja representada pela imagem sacra mór que é o carro. Afinal, na sociedade do automóvel, parece ser nele e através dele que a experiência adulta se inicia, de fato.

O carro é um símbolo da vida adulta, como as calças cumpridas já foram um dia. É apetrecho obrigatório entre as classes mais altas; é apetrecho invejado e desejado entre as classes mais baixas. É “item de série” do estudante, como diz a propaganda acima.

Qual estudante?

A maioria das famílias brasileiras é pobre, conseqüentemente, a maioria dos estudantes é pobre. Mantém-se no ensino médio por obrigação, esperança de dias melhores ou falta de coisa melhor para fazer mesmo, uma vez que, em geral, a escola pública não é bem avaliada por ninguém.

A educação da maioria é daquelas áreas em que o governo está sempre investindo, pesquisando e declara prioritária. Uma área prioritária que quase não sai do lugar. Como essa maioria tem que dar um jeito de não virar suco. Depois de freqüentar a rede pública de ensino média, ela corre atrás do prejuízo na rede privada de ensino superior. Vira refém de “Unis” pilantras, cursos de especialização falsos e agências de recursos humanos 171.

Desde que empresas detectaram que a vontade de aprender e trabalhar é grande entre aqueles aprisionados pela falta de oportunidades no ensino público, é a livre concorrência quem regula a qualidade do ensino. O governo lava as mãos e larga a educação da nação aos cuidados de empresários, anos depois anuncia preocupação com o recorde de reprovações no exame da OAB.

O movimento estudantil foi para a casa do chapéu. Junto com a maioria dos sindicatos, viraram aparelhos burocráticos de cobrança de mensalidades e emissão de documentos.

As uniões estudantis calam-se sobre o oba-oba do ensino superior privado que abocanha salários de jovens trabalhadores interessados em ter uma vida mais confortável. Quando a idéia é se associar com multinacionais para vender carros aos estudantes que não precisam trabalhar oito horas por dia e podem pagar pelas prestações de um, mostram-se alertas e ativas.

Anúncios

Written by panopticosp

março 26, 2008 às 19:37

Publicado em publicidade, transporte

Tagged with , ,

2 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Lembrei de uma velha piadinha:

    O rico pega o carro e vai pra rua.
    O pobre vai pra rua e o carro pega.

    meandros

    março 27, 2008 at 16:47

  2. […] jovens universitários uma maneira simples de degradar o espaço público e desrespeitar pedestres. União nacional dos estudantes motoristas Esta entrada foi escrita por luddista e postada em 15 de Abril de 2008 at 15h57 e arquivada em […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: