Panóptico

Cadê o ponto de ônibus que estava aqui?

leave a comment »

O sujeito entrou num ônibus rumo à avenida Paulista e esperava descer na esquina da rua Augusta. Lascou-se. As calçadas da avenida estão em reforma e esta parada de ônibus foi anulada. Ele desce no parque Trianon, três quarteirões depois, e volta até a Augusta caminhando entre os pedregulhos da reforma.

Desculpe o transtorno. Estamos em obras

A prefeitura, responsável pela obra, prefere ferir o seu próprio sistema de transporte e impor um deslocamento absolutamente desnecessário ao usuário do que comer uma faixa dos automóveis particulares que utilizam o solo público para poluir.

O usuário do sistema público que caminha pela avenida e entra num coletivo paga R$2,30 para chegar ao seu destino e ocupa cerca de 0,5m² para tal. Durante as obras, é obrigado a engolir o “transtorno” que for necessário. O usuário do sistema motorizado privado ocupa uns 3m². A prefeitura cuida para que o mínimo de transtorno seja causado a este sistema.

Relacionado:
Os caras-de-pau e Kafka sobre quatro rodas

Written by panopticosp

fevereiro 26, 2008 às 15:26

Publicado em transporte

Tagged with , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: