Panóptico

Cidade privativa

with 4 comments

central_plaza_prime_02.jpg

Uma espécie de selo pregado numa árvore estampa o nome de uma família que a comprou. Não se trata de algum fazendeiro doido que resolveu, além de marcar seu gado móvel, marcar suas árvores normalmente imóveis.

Trata-se de um grupo de paulistanos cheio de estilo e cheio de vontade de brincar num mundo só seu. Um mundo muito diferente deste que se vê quando se coloca o pé na rua. Mesmo entre os quase ricos é difícil manter distância daqueles que, digamos, têm certo mau gosto. Mesmo morando num condomínio fechado fora do município e dirigindo um carro blindado, perde-se o mesmo tempo no trânsito que os carros populares perdem e vira e mexe um revólver se faz mais esperto que a blindagem especial.

central_plaza_prime_03.jpg

Pensando neste inconveniente, as construtoras estão oferecendo todo um mundo para você poder chamar de seu. O conceito de área de lazer particular se expandiu e hoje agrega muitos outros bens de conforto. A brincadeira de montar uma cidadezinha ao gosto do cliente segue um rumo monstruoso e já temos uma coleção de home isso, private aquilo: na zona sul um condomínio contará com uma praia particular; na zona leste outro com “parque privativo”

dominio_marajoara.jpg dominio_marajoara_02.jpg

A parte mais assustadora da história (porque não deixa pistas sobre os limites deste rumo) é que dentro da exclusividade prime, dentro do seu domínio, sempre cabe mais um nível de exclusividade, mais uma camada onde o destaque é mais especial.

Assim, um parque particular é legal, é seu parque, mas também é dos vizinhos (todos de ótimo nível, claro)… Infelizmente, a realidade impõe uma questão simples, ainda não deu para comprar um parque realmente exclusivo. Bom, a vontade de se diferenciar dos outros seres não deixará se ser saciada pelo mercado, pelo menos uma árvore com seu nome carimbado o consumidor prime terá para poder bater no peito e gritar “esta é a minha família e esta é a nossa árvore!”

Relacionados:
A propriedade privada foi feita para você

Written by panopticosp

outubro 25, 2007 às 10:50

Publicado em publicidade

Tagged with ,

4 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Também tenho colecionado anúncios de imóveis. São escandalosos, fartos e explícitos. Diversão a valer.

    Uma foto de um colega: os blindados não tiram a sua culpa

    luddista

    outubro 25, 2007 at 13:36

  2. […] Relacionados: Cidade privativa […]

  3. […] Relacionados: The Shock Doctrine by Alfonso Cuarón and Naomi Klein, vídeo Garotos e garotas da bolha Cidade privativa […]

  4. […] O parque – e as pessoas – que a classe média não vê Por que construímos praças? Cidade privativa Garotos e garotas da bolha A propriedade privada foi feita para […]

    Um bosque só seu « Panóptico

    dezembro 17, 2009 at 11:07


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: