Panóptico

Crimes, infrações e acidentes

leave a comment »

Milhares de pessoas morrem em acidentes no trânsito das grandes e pequenas cidades. A tecnologia avança em diversos setores, mas a produção de novos equipamentos de segurança é desprezada pelos legisladores e prossegue não obrigatória nos veículos.

Custam bem caro e, claro, ninguém quer deixar de vender carro. Melhor deixar o pessoal se espatifar por aí em carros que são fabricados com motores que atingem velocidade muito acima da permitida no território nacional. Extintores de incêndio também são caros, mas, apesar da baixíssima freqüência de mortes em incêndios (se comparadas com as de trânsito), são obrigatórios e não há dúvida que é melhor manter extintores funcionando nos edifícios do que contar apenas com água contra as chamas.

Andar por algumas avenidas de SP é entrar num clima ameaçador, quase como enfrentar um combate onde é necessário se proteger dos demais, que armados com motor à combustão e uma capa de metal, dividem o espaço público com todos. Todas as colisões, ferimentos e mortes que acontecem nesse espaço, onde 70% está desarmada e apenas deseja chegar em casa em paz, são consideradas acidentes.

O choque de dois veículos rodando a 40km/h é uma cena feia e dolorida, quando um dos veículos é uma motocicleta ou alguém que utiliza as pernas para se locomover é horrorosa. Quem toma umas e sai trançando as rodas pelo asfalto, pisa no acelerador na madrugada, “costura” pelas rodovias e avenidas ou avança sobre os pedestres nas ruas é infrator.

Quem copia um documento que atesta a propriedade de um veículo é considerado criminoso. O Detran de SP desde de 2006 mantém uma “Divisão de Crimes de Trânsito – DCT”. Ontem, por exemplo, eles prenderam um estelionatário.

Os valores contidos nestes três termos são claros e dizem muito sobre o que e quem é protegido no Brasil. Os erros cometidos ao volante repetidamente através dos anos e que resultam numa pilha de cadáveres são fatalidades, acidentes; atentar à vida, infração; atentar à propriedade, crime.

Referências e Relacionados:
Acidentes de trânsito, entrevista com Júlia Greve, médica fisiatra do Instituto de Ortopedia e Traumatologia da Universidade de São Paulo.
Portaria 374 cria o Setor de Operações Especiais – SOE junto à Divisão de Crimes de Trânsito – DCT.
Mas, o que é um acidente?

Technorati tags: transito, transporte, acidente, carro.

Written by panopticosp

maio 22, 2007 às 14:22

Publicado em política, transporte

Tagged with

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: